A arte de um ser português

.

Alberto Pimenta (um dos membros do júri que, em 1979, distinguiu o formato poético Simbiose com o Prémio de Revelação de Poesia), é o autor do programa A arte de ser português, transmitido pela RTP nos anos 70 do século passado. Aqui o homenageio, introduzindo o artigo indefinido “um” no título do seu programa. Ao alterar o sentido da frase, gerou o mote desta Simbiose. Uma espécie de autobiografia curta.

Pergunta (de um leitor imaginário) sobre este poema

Não lhe parece demasiado referir que “o Bom Lusitano, feito pateta, serve a um deus jarreta e pasmado, que só uma trela curta lhe deu”?

Não! Serás tu capaz de negar que, desde há séculos, a maioria da população tem andado presa por uma trela curta. Experimenta manifestar a tua indignação. Ou não te ligam nenhuma ou levas porrada. Rafael Bordalo Pinheiro, criador da figura do Zé Povinho, foi um homem muito perspicaz.

A minha leitura desta Simbiose
Podes guardar e/ou oferecer