A Luz em ti mui soterrada…

 

Uma Simbiose parte sempre de um mote. Partes das palavras desse mote são usadas para gerar outra palavra, que inicia uma das linhas do poema. O vídeo abaixo apresenta esse movimento das letras e, também, a minha leitura desta Simbiose… que podes guardar e oferecer.

Pergunta (de um leitor imaginário) sobre este poema

O que é que queres dizer com:
‘Muito ganharás ardendo, desde já, o que terás de perder.’

Através das crises que vão surgindo na vida, temos a oportunidade de ir substituindo a Falsidade, a Vaidade e a Mentira pela Verdade. Para isso servem as crises, se as soubermos aproveitar. O “Fogo” está aí não para nos imolarmos, mas para, simbolicamente, nos purificarmos.
Ora vê se concordas.