Com a morte física, tudo o que é material se perde

No vídeo abaixo podes ver-me a dizer o poema, apreciar o movimento das letras do mote para formar novas palavras e ler a “simbiose” com calma. Aqui, o som da leitura, para guardar ou oferecer.


Pergunta (de uma leitora imaginária) sobre este poema

Dizes: ‘Tudo o que é crucial, porém, provém da Matriz da Mente’.
Então, não provém de Deus?

Para mim, aquilo a que muitos milhões chamam “Deus” é uma Consciência que podemos nomear de muitas maneiras. Por exemplo, “Matriz da Mente”.
A propósito de “morte”, aqui tens uma abordagem, mas agora com ironia.