Os potenciais do teu futuro

No vídeo abaixo podes ver-me a dizer o poema, apreciar o movimento das letras do mote para formar novas palavras e ler a “simbiose” com calma. Aqui, o som da leitura, para guardar ou oferecer.

Este texto foi escrito e oferecido a uma amiga que, considerando as perguntas abaixo,
não apreciou a minha oferta. 

Perguntas (da minha amiga, Manuela) sobre este poema 

Por que criticas a forma como tenho os olhos?
Que te interessa se vejo ou não vejo?

Desculpa!… Não quis ofender-te…. Já cá não está quem poetou!
Antes de te ires embora, lê só mais isto.