Pára e escuta, flor do meu martírio

No vídeo abaixo podes ver-me a dizer o poema, apreciar o movimento das letras do mote para formar novas palavras e ler a “simbiose” com calma. Aqui, o som da leitura, para guardar ou oferecer.

O desta desta “simbiose” é proposto como exemplo no desafio que te lanço aqui.

Não sou só eu que não consigo satisfazer os meus desejos. Ora, repara.