Sentir …

.

Neste poema, parece que discordo de Fernando Pessoa. Não. Concordo inteiramente. Tanto que, por vezes, não poupo na força e no impacto dos adjetivos.
Com todo o respeito: “Sentir? Sinta que lê!”

A minha leitura desta Simbiose
Podes guardar e/ou oferecer

O poema de Fernando Pessoa

ISTO

Dizem que finjo ou minto
Tudo que escrevo. Não.
Eu simplesmente sinto
Com a imaginação.
Não uso o coração.

Tudo o que sonho ou passo,
O que me falha ou finda,
É como que um terraço
Sobre outra coisa ainda.
Essa coisa é que é linda.

Por isso escrevo em meio
Do que não está ao pé,
Livre do meu enleio,
Sério do que não é.
Sentir? Sinta quem lê!

A minha leitura deste poema de Fernando Pessoa
Podes guardar e/ou oferecer