Sentir?… Sinta quem lê!

Original de fevereiro de 2018
com mote retirado do poema “Isto” de Fernando Pessoa

Um poema/simbiose parte sempre de um mote, que é o seu título. Partes das palavras desse mote são usadas para gerar a primeira palavra de cada uma das linhas do poema. As “sobras” ficam arrumadas à esquerda e não fazem parte da leitura:

Versão desformatada para quem acha o formato ‘simbiose’ muito complicado:

Sentir tudo ou não sentir de todo, o que é melhor? Tirando o discernimento, tudo é, afinal, sentido. Sinto que a alma sem dor sabe a resposta de cor. Quem conseguirá, dito isto, sentir-se ressentido?

A minha leitura deste poema/simbiose que podes guardar e/ou oferecer

 

O poema “Isto” de Fernando Pessoa

Retroceder   ↔   Sugestão de leitura complementar